O que esperar para o setor de alimentação em 2022?

Descubra as principais tendências de comportamento e consumo que vão impactar o seu negócio este ano

10 fev 2022

Consumer Insights
Services
Nutrition

Nesses 2 anos de pandemia pudemos acompanhar de perto a aceleração de algumas tendências e a transformação e o surgimento de novos comportamentos nos consumidores.

A saúde, bem-estar, meio ambiente e ética, por exemplo, ganharam força no cenário global e influenciaram todos os setores, inclusive o da alimentação.

Alimentos nutritivos que equilibram a flora intestinal tornaram-se mais visados por conta do valor de saúde a eles atribuídos: 78% dos consumidores concordaram que melhorar a saúde intestinal ajuda a construir um sistema imunológico forte.

Já a crença de que os alimentos à base de plantas são bons para o planeta e a saúde dobrou em comparação com 2018. 52% das pessoas acreditam que a alimentação à base de plantas é boa para o meio ambiente, 47% afirmam que ela é melhor em termos de saúde. Esses percentuais levaram 60% dos consumidores a comprarem alimentos à base de plantas em 2021, em comparação com 36% em 2018.

E o que esperar para 2022? Reunimos aqui 3 principais tendências de consumo que acreditamos serem os direcionamentos para a indústria da alimentação este ano:

Compras online e serviços de entrega em domicílio

Serviços de delivery e compras online ganharam protagonismo em tempos de isolamento social e não pretendem ir embora tão cedo.

Quando se trata da venda de alimentos por meio desses canais, nossa pesquisa Taste Tomorrow identifica o frescor, preço e prazos de entrega como as principais barreiras para os consumidores comprarem produtos via online, com o adendo de que eles também preferem ainda o contato pessoal com os vendedores.

Essas demandas exigem esforço dos fabricantes para prolongar o prazo de validade e suprir as necessidades dos consumidores. Colocar a conveniência e a qualidade no centro das operações garantirá que a indústria permaneça relevante e colha benefícios.

Saúde para as pessoas e para o planeta

Com a sustentabilidade como pauta mundial e a saúde ainda em destaque, é esperado que a demanda por produtos à base de plantas continue crescendo, pois eles atendem ao desejo do consumidor contemporâneo por alimentos saudáveis e escolhas éticas.

O Taste Tomorrow mostra que 66% dos consumidores atuais querem saber de onde vem sua comida e como ela é feita. Produtos e empresas que agem para preservar o meio ambiente são muito procurados, e os consumidores demonstram particular interesse em embalagens sustentáveis (70%), produtos orgânicos (64%), produção com cuidado com o meio ambiente (60%) e o uso de ingredientes locais (60%).

Eles também acreditam que a remoção de gordura (67%) e açúcar (66%) é importante para uma saúde melhor, em 2022 a adição de ingredientes com benefícios para a saúde será o foco principal, com destaque para as empresas engajadas com a sustentabilidade, desde a escolha dos ingredientes até a produção.

A transparência no conteúdo, nos processos e nas origens dos ingredientes será exigida pelos consumidores e estarão em vantagem aqueles que informarem e educarem seus clientes sobre suas credenciais de sustentabilidade em todas as etapas do processo de produção, desde as medidas tomadas para reduzir a produção de CO2 até a obtenção do produto, a reciclagem e os esforços para reduzir o desperdício de embalagens.

Realidade phygital

Não é sobre um ou outro, mas sobre a união de ambos. A integração do físico com o digital, conhecida como “phygital”, é a tendência do futuro e já está acontecendo. Nos últimos anos vimos, por exemplo, opções de compra por clique e coleta ou entrega ao domicílio disponíveis, combinando as vantagens dos canais online e offline. Esse é só o começo!

Enquanto 77% dos consumidores dizem que não gostariam de ver o fim das lojas na rua, eles desejam se beneficiar da conveniência das compras digitais. E mais: para ter acesso a essa conveniência a tecnologia é bem aceita. 37% dos consumidores globais declararam que gostariam de ver mais opções de entrega automatizada sem a intervenção humana.

Essas tendências e números deixam claro que, para quem quiser permanecer relevante neste mercado, é preciso dar atenção a esse modelo comercial híbrido em 2022.